VISITANTES

domingo, 6 de março de 2011

AFOXÉ 2011

O Afoxé Filhos da Coroa de Dadá abriu a segunda noite de desfile, e os destaques foram as crianças e os estrangeiros. Em 48 minutos de desfile, duas crianças roubaram a cena: Akin Femi, de quatro anos, com seu chocalho na bateria, e Vitória Miranda, de 7 anos, vestida de baiana. “Desfilo porque gosto”, contou Vitória, que já desfila há dois anos no Afoxé. Já Akin, filho do mestre de bateria, Ângelo de Oliveira Ferreira e neto de OGA GILBERTO, compôs a bateria só até a metade do desfile. “Eu cansei”, justificou.
Entre os estreantes do carnaval brasileiro estava o fotógrafo americano Daniel Ipstein, que é judeu e trabalha num documentário sobre religiões e a fé. Ele foi convidado para desfilar pelo Afoxé e gostou da experiência. “Foi maravilhoso, muito significativo para mim”, disse o fotógrafo. Além dele, um casal de franceses e um africano desfilaram com o Afoxé.
O Afoxé Filhos da Coroa de Dadá entrou na passarela do samba para abençoar o carnaval paulistano. Durante o desfile, o grupo cantou em iorubá (língua africana) e português, trouxe alas coreografadas, além das tradicionais ala infantil e ala das baianas. O Afoxé representa nações variadas do candomblé. 

DAIENE CARDOSO E GUSTAVO URIBE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário será lido e respondido devidamente